• Terça-feira, 23 de julho de 2024

Festival de Minas bate recorde com 5.000 kg de queijos vendidos em 2024

Festival do Queijo Artesanal de Minas bate recorde com 5 toneladas de queijos vendidos em 2024; Produtores de 13 regiões do estado contabilizaram R$ 470 mil em negócios gerados

Festival do Queijo Artesanal de Minas bate recorde com 5 toneladas de queijos vendidos em 2024; Produtores de 13 regiões do estado contabilizaram R$ 470 mil em negócios gerados A 6ª edição do Festival do Queijo Artesanal de Minas Gerais estabeleceu um novo recorde ao comercializar cinco toneladas de produtos, superando as quatro toneladas vendidas em 2023. Este ano, o evento, que ocorreu de 15 a 17 de junho no Expominas em Belo Horizonte, atraiu mais de 17 mil visitantes e gerou impressionantes R$ 470 mil em vendas, conforme divulgado pelo Sistema Faemg Senar e o Sebrae Minas, organizadores do festival. Sucesso Recorde: Festival do Queijo Artesanal de Minas Gerais Alcança Marcas Históricas em 2024! Por três anos consecutivos, o queijo da Mantiqueira de Minas foi coroado pelo público como o ‘Melhor Queijo do Festival’, após uma acirrada competição de degustação às cegas com a participação de mais de 200 pessoas. O evento contou com representantes das 13 regiões produtoras de queijos artesanais do estado, incluindo Araxá, Campo das Vertentes, Canastra, entre outras.
  • Clique aqui para seguir o canal do CompreRural no Whatsapp
  • Minas bate recorde de maior queijo do mundo com 2.870 kg
    Marcelo de Souza e Silva, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, destacou a importância do festival, afirmando que “se confirma como uma oportunidade para produtores estabelecerem contato direto com os consumidores” e serve como um espaço crucial para “troca de informações, experiências e parcerias, estimulando a geração de novos negócios”. Um dos destaques deste ano foi o 1º Encontro de Mulheres do Queijo, que reuniu mais de 100 produtoras, pesquisadoras e comerciantes, proporcionando uma plataforma valiosa para a discussão sobre o mercado e a cadeia produtiva do queijo. Além dos queijos, o festival também foi palco para a comercialização de 6.017 pratos que incluíam 153 quilos de queijo como ingrediente principal, preparados por sete chefs de pequenos negócios mineiros de alimentação, resultando em uma receita de R$ 168 mil para os participantes. O evento também contou com a venda de doces, geleias, cachaças, licores e peças artesanais por oito agroindústrias e cinco artesãos, parte do projeto Origem Minas, totalizando R$ 116 mil em negócios. Além disso, 39 produtores de queijo, cachaça, café e outros produtos tiveram a chance de apresentar seus itens para 20 proprietários de estabelecimentos de diferentes partes do país, o que gerou expectativas de negócios na ordem de aproximadamente R$ 1,7 milhão. Este festival não apenas celebra a riqueza e a diversidade do queijo artesanal mineiro, mas também fortalece e expande o mercado para pequenos produtores e empresários, posicionando Minas Gerais como um líder indiscutível na cultura gastronômica do Brasil.

    Artigos Relacionados: