• Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Estados mais fortes do agronegócio que você não conhecia

Apesar de menos conhecidos nos holofotes do mundo agro, estes estados possuem um potencial significativo e estão contribuindo de forma crescente para o panorama nacional do setor; confira o ranking dos estados mais fortes do agro

Apesar de menos conhecidos nos holofotes do mundo agro, estes estados possuem um potencial significativo e estão contribuindo de forma crescente para o panorama nacional do setor; confira o ranking dos estados mais fortes do agro O Brasil é uma potência indiscutível quando se trata de agronegócio. Com vastas extensões de terras férteis, um clima favorável e recursos naturais abundantes, o país se estabeleceu como um dos principais produtores agrícolas do globo, ganhando título de “ celeiro do mundo“. A agricultura e a pecuária desempenham um papel fundamental na economia brasileira, contribuindo significativamente para o Produto Interno Bruto (PIB) e gerando milhões de empregos em todo o país. Os números falam por si só: o Valor Bruto da Produção (VBP) nacional atingiu a marca impressionante de R$ R$ 1,16 trilhão em 2024, apesar de representar um declínio de 1% em relação ao ano anterior, segue sendo um marco extraordinário. Esse valor abrange não apenas o faturamento das principais lavouras, mas também da pecuária, demonstrando a diversidade e a amplitude dessa gigante cadeia produtiva.
  • Clique aqui para seguir o canal do CompreRural no Whatsapp
  • Você conhece as principais raças de gado Zebu? Faça o teste
    Enquanto muitos estão familiarizados com os líderes tradicionais do agro nacionais, como Mato Grosso e São Paulo, há uma série de estados emergentes que são extremamente significativos para o setor. Apesar de menos conhecidos nos holofotes do mundo agro, possuem um potencial significativo e estão contribuindo de forma crescente para o panorama nacional do agronegócio. Neste artigo da Compre Rural, exploraremos algumas desses polos, revelando seus números impressionantes, peculiaridades e o que os torna forças a serem consideradas no cenário agrícola brasileiro. De norte a sul, esses estados estão moldando o futuro do setor no país, demonstrando a riqueza e a diversidade do campo nacional. Confira agora os estados mais fortes do agronegócio no Brasil que você não conhecia – veja tabela completa ao final:10° – Pará estados mais fortes do agronegócio no Brasil
    Plantação de pimenta-do-reino/ Foto: Divulgação
    O estado do Pará, localizado na Região Norte do Brasil, desponta como um importante protagonista no cenário do agronegócio nacional. Com um Valor Bruto da Produção (VBP) de R$ 31,17 bilhões, ocupa a décima posição no ranking, demonstrando sua significativa contribuição para a economia rural do país. Com uma vasta extensão territorial de 1.247.950,003 quilômetros quadrados e uma população de mais de 7,5 milhões de habitantes, o estado se destaca pela sua diversificada produção agrícola e pecuária. Na agricultura, o Pará baseia sua produção no cultivo de uma ampla variedade de culturas, incluindo laranja, banana, cana-de-açúcar, coco, arroz, mandioca, cacau, feijão e, especialmente, pimenta-do-reino, sendo este último o maior produtor nacional. Além disso, a pecuária também desempenha um papel importante na economia paraense, com um rebanho bovino de aproximadamente 14 milhões de cabeças de gado, sendo o segundo maior do país. A cidade de Paragominas se destaca como um centro econômico vital para o agronegócio do estado, sendo reconhecida como a mais rica nesse setor, não apenas no Pará, mas em toda a Região Norte do Brasil. 9° – Bahia estados mais fortes do agronegócio no Brasil
    Foto: Divulgação
    A Bahia, ocupando o nono lugar no ranking do Valor Bruto da Produção (VBP) com R$ 47,39 bilhões, destaca-se como um estado de grande importância no cenário do agronegócio brasileiro. Com um setor primário diversificado, é reconhecida por sua produção de cacau, sisal, mamona, coco, feijão e mandioca. Especialmente nas proximidades do município de Ilhéus, onde as condições favoráveis propiciam a produção de cacau, outras culturas como milho e cana-de-açúcar também prosperam. Além disso, a pecuária baiana figura entre as mais destacadas nacionalmente, com um rebanho expressivo de caprinos. Mais recentemente, o estado vem ganhando notoriedade como um produtor emergente de soja. Além do agronegócio, a Bahia também se destaca na atividade extrativista, explorando petróleo e uma variedade de metais como ouro, cobre, magnesita, cromita, sal-gema, barita, manganês, chumbo e talco. Essa diversificação econômica e a riqueza de recursos naturais posicionam o estado como um ator fundamental no desenvolvimento econômico do Brasil. 8° – Santa Catarina colheita de soja RS
    Foto: Jaelson Lucas/AEN
    Santa Catarina, ocupando o oitavo lugar no ranking do Valor Bruto da Produção (VBP) com R$ 50,88 bilhões, é um estado que se destaca tanto na agricultura quanto na pecuária, além de possuir uma significativa atividade pesqueira. Na agricultura, o estado catarinense é reconhecido pela diversidade de culturas, incluindo milho, soja, fumo, mandioca, feijão, arroz, banana, batata inglesa, alho, cebola, tomate, trigo, maçã, uva, aveia e cevada. Já na pecuária, se destaca na produção de bovinos, suínos e aves, contribuindo de forma significativa para o abastecimento nacional de carne. Além disso, a atividade pesqueira desempenha um papel importante na economia catarinense, com o litoral do estado sendo um dos maiores produtores de pescados e crustáceos do Brasil. Essa diversificação produtiva e a expertise em diferentes segmentos consolidam Santa Catarina como um estado essencial no panorama agropecuário e pesqueiro nacional. 7° – Mato Grosso do Sul Colheita de soja no mato grosso - valtra - caminhao - fotao top
    Foto: Allan Pasquini
    Mato Grosso do Sul, classificado como o sétimo estado com o maior Valor Bruto da Produção (VBP) atingindo R$ 63,26 bilhões, destaca-se como uma potência agropecuária fundamental para a economia estadual e nacional. Com uma agricultura diversificada, o estado é conhecido pelo cultivo de arroz, café, trigo, milho, feijão, mandioca, algodão, amendoim, cana-de-açúcar e, especialmente, soja, sendo um dos principais produtores desse grão no Brasil. Na pecuária, Mato Grosso do Sul possui um dos maiores rebanhos bovinos do país, sendo um importante exportador de carne bovina brasileira. Além disso, o estado também se destaca na criação de equinos, asininos e muares. Essa robusta presença tanto na agricultura quanto na pecuária posiciona Mato Grosso do Sul como uma peça fundamental no panorama agropecuário nacional, impulsionando não apenas o setor primário, mas também a indústria e os serviços relacionados. 6° – Goiás estados mais fortes do agronegócio no Brasil
    Foto: Divulgação
    Goiás, classificado como o sexto estado com o maior Valor Bruto da Produção (VBP) atingindo R$ 93,50 bilhões, desempenha um papel crucial no cenário econômico nacional, especialmente devido à sua relevante agropecuária. A produção de carnes e grãos estaduais não apenas supre a demanda interna, mas também impulsiona as exportações do estado para o mercado internacional. Conhecido como um dos maiores produtores de milho e soja do Brasil, com liderança na produção de tomates e destaca-se também por ser responsável por 33% da produção nacional de sorgo, sendo o principal produtor desse cereal no país. Além disso, o estado cultiva uma variedade de outros produtos agrícolas, como algodão, cana-de-açúcar, café, arroz, feijão, trigo e alho. Na pecuária, Goiás possui um destacado rebanho bovino no cenário nacional, refletindo o contínuo crescimento e expansão dessa atividade econômica. Estes números ressaltam a importância e o impacto significativo da agropecuária goiana no contexto nacional. 5° – Rio Grande do Sul Após zelo no cultivo, agricultores colhem o arroz com a qualidade catarinense - maquinas colhendo arroz colheita arroz
    Foto: Divulgação
    O Rio Grande do Sul, classificado como o quinto estado com o maior Valor Bruto da Produção (VBP) atingindo R$ 111,15 bilhões, destaca-se como um dos principais polos agrícolas e pecuários do Brasil. Reconhecido por sua expressiva produção de grãos, o estado figura em quarto lugar nacional. Entre as culturas produzidas, destaca-se pela colheita significativa de arroz, soja, milho, trigo, mandioca e uva. Além disso, o Rio Grande do Sul abriga um dos maiores rebanhos bovinos do país e é responsável pela segunda maior criação de aves, evidenciando sua relevância tanto no setor agrícola quanto na pecuária. Esses números ressaltam a importância econômica e a contribuição significativa do estado sulista para o agronegócio brasileiro. 4° – Minas Gerais estados mais fortes do agronegócio no Brasil
    Foto: Divulgação
    Minas Gerais, classificado como o quarto estado com o maior Valor Bruto da Produção (VBP) atingindo R$ 126,19 bilhões, destaca-se não apenas pela grandiosidade de sua economia, mas também pelo crescimento expressivo registrado em 2023, com um aumento de 3,1% no Produto Interno Bruto (PIB) estadual, superando pela primeira vez a marca de R$ 1 trilhão. No setor agropecuário, Minas Gerais se destaca nacionalmente, apresentando um dos maiores rebanhos bovinos do país e sendo o maior produtor nacional de leite, com uma produção que representa 27,1% do total nacional. Além disso, o estado lidera a produção de feijão e é responsável por 50% da safra de café, demonstrando sua relevância não apenas na pecuária, mas também na agricultura. Outros importantes cultivos estaduais são milho, soja e cana-de-açúcar. Esses números refletem a robustez da economia mineira e sua contribuição significativa para o agronegócio brasileiro. 3° – Paraná suínos
    Crédito: Reprodução/Cepea
    O Paraná, classificado como o terceiro estado com o maior Valor Bruto da Produção (VBP) atingindo R$ 130,81 bilhões, destaca-se não apenas pela magnitude de sua produção agropecuária, mas também pela eficiência e liderança em diversos segmentos. O estado conta com nove municípios na liderança da produção agropecuária nacional, demonstrando sua excelência e relevância no setor. Por exemplo, Toledo se destaca como o maior produtor de suínos do país, enquanto Cascavel lidera a criação de galináceos, e Nova Aurora é líder na produção de pescados. Além disso, o Paraná concentra o maior plantel brasileiro de aves de criação e se destaca na produção de leite, sendo o segundo maior produtor nacional, atrás apenas de Minas Gerais. Esses números evidenciam a importância do Paraná como um dos principais pilares do agronegócio brasileiro, sendo um importantíssimo polo agropecuário do país. 2° – Mato Grosso estados mais fortes do agronegócio no Brasil
    Foto: Divulgação
    Mato Grosso, classificado como o segundo estado com o maior Valor Bruto da Produção (VBP) atingindo R$ 152,65 bilhões, destaca-se como um dos principais motores do agronegócio brasileiro, gerando mais de 15% das exportações nacionais do setor em 2024. No ranking geral das exportações do agronegócio, o estado ficou apenas atrás de São Paulo, totalizando US$ 1,81 bilhão em vendas externas. Esse desempenho contribuiu significativamente para o recorde alcançado pelo Brasil em janeiro deste ano, com exportações que atingiram US$ 11,72 bilhões de dólares, impulsionadas pelo aumento do volume nas exportações de grãos e açúcar. Mato Grosso se destacou especialmente nas exportações de cereais, farinhas e preparações, além do complexo soja e do setor de fibras e produtos têxteis. Como maior produtor nacional de grãos, incluindo soja, milho e algodão, e também líder na produção de rebanho bovino, o estado continua desempenhando um papel crucial no fortalecimento do agronegócio brasileiro. 1° – São Paulo Produção brasileira de cana-de-açúcar pode chegar a 646 mi de toneladas
    Foto: Divulgação
    São Paulo, líder do ranking com um Valor Bruto da Produção (VBP) de R$ 158,73 bilhões, é um verdadeiro gigante no cenário do agronegócio brasileiro, destacando-se como o maior produtor mundial de diversos produtos. O estado é responsável por uma parcela significativa da produção nacional de cana-de-açúcar, açúcar e etanol, representando respectivamente 53,2%, 63,7% e 47,5% da produção do país. Além disso, São Paulo lidera a produção de diversos outros produtos, como hortaliças, ovos, codornas, borracha, abacate, tangerina e goiaba, consolidando sua posição como principal produtor brasileiro em vários segmentos. Destaca-se também na produção de laranja e limão, sendo o maior exportador mundial dessas frutas cítricas. No mercado internacional, o agronegócio paulista se destaca, liderando os principais grupos de produtos exportados, como o complexo sucroalcooleiro, carnes, produtos florestais, sucos e café, representando 77,6% das vendas externas do setor. O agro paulista também se destaca entre os principais estados exportadores do Brasil, representando 18,6% das exportações totais do agronegócio nos primeiros dois meses de 2024, evidenciando sua importância e contribuição para a economia do país. Confira o ranking completo na tabela Para uma visão abrangente e detalhada dos estados mais fortes do agronegócio brasileiro, confira o ranking completo na tabela abaixo. Esta tabela apresenta os valores do Valor Bruto da Produção (VBP) de cada estado, juntamente com seus principais produtos agrícolas. Explore as diversas contribuições de cada estado para o setor e sua posição no cenário nacional.
    Dados: Agropecuária Brasileira em Números – ABN/março2024
    Ao longo do texto, percebemos que o Brasil se destaca como um dos principais players globais no setor agrícola, desempenhando um papel fundamental no abastecimento alimentar mundial e na economia global. Com uma extensa área de terras férteis e um clima favorável, o país possui uma agricultura diversificada e altamente produtiva, que abrange desde culturas tradicionais até produtos de alta tecnologia. Os estados mais fortes do agronegócio, mencionados neste artigo, representam o coração pulsante do agro nacional. São Paulo, Mato Grosso, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Bahia e Pará desempenham papéis vitais na produção de uma variedade de commodities agrícolas, desde grãos até frutas tropicais, passando por carnes e produtos florestais. A importância desses estados vai além das fronteiras nacionais. Suas contribuições significativas não apenas garantem a segurança alimentar e a estabilidade econômica do Brasil, mas também têm um impacto global, fornecendo alimentos e matérias-primas essenciais para diversos países ao redor do mundo. Além disso, o agronegócio brasileiro desempenha um papel crucial na promoção do desenvolvimento socioeconômico, gerando empregos, estimulando o crescimento regional e impulsionando a inovação tecnológica. Escrito por Compre Rural. VEJA TAMBÉM:
  • Revolucionária picape RAM 3500 CASE IH, uma união de gigantes
  • Você conhece as principais raças de gado Zebu? Faça o teste
  • ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

    Artigos Relacionados: