• Sexta-feira, 24 de maio de 2024

“Super chuva” deve superar 350 mm e traz riscos; Veja onde

A Defesa Civil do estado emitiu um alerta destacando o alto risco de chuvas volumosas, principalmente em algumas áreas, com acumulações atmosféricas superiores a 350 mm; confira a previsão

A Defesa Civil do estado emitiu um alerta destacando o alto risco de chuvas volumosas, principalmente em algumas áreas, com acumulações atmosféricas superiores a 350 mm; confira a previsão Após a passagem de uma frente fria, a região Sul do Brasil se prepara para enfrentar um período de chuvas fortes e persistentes nos próximos dias. A previsão meteorológica indica que os três estados da região serão afetados, mas o Rio Grande do Sul e Santa Catarina deverão sofrer os impactos mais significativos. Segundo análises da Climatempo, áreas centrais e sul do Rio Grande do Sul e Santa Catarina deverão receber volumes de chuva superiores a 100 mm, podendo ultrapassar 200 mm em algumas localidades. A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu um alerta destacando o alto risco de chuvas volumosas, principalmente no litoral, com acumulações atmosféricas superiores a 350 mm. O alerta enfatiza os perigos de alagamentos, penetração, inundações e enxurradas.
  • Clique aqui para seguir o canal do CompreRural no Whatsapp
  • Revolucionária picape RAM 3500 CASE IH, uma união de gigantes
    Fonte: Defesa Civil/SC
    O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também emitiu alertas para partes do Rio Grande do Sul, prevendo chuvas intensas acompanhadas por ventos fortes, entre 40 e 60 km/h. Embora não haja previsão de granizo, o alerta abrange várias regiões do estado, incluindo áreas como o Sul, Costa Doce, Região Metropolitana e outras. Apesar de alguns vales não estarem sob alerta direto, a MetSul Meteorologia alertou que a instabilidade persistirá em todo o estado até a próxima terça-feira, com chuvas locaismente fortes e aumento nos volumes acumulados.
    Reprodução/INMET
    Mato Grosso também receberá fortes chuvas Além disso, o Mato Grosso enfrentou um alerta de temporais. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê chuvas intensas em todos os municípios do estado durante o fim da semana. Cidades como Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Rondonópolis, Sinop e Cáceres deverão enfrentar pancadas de chuva isoladas, com temperaturas variando entre 22°C e 34°C. Diante dessas medidas alarmantes, é crucial que os moradores estejam atentos aos alertas das autoridades locais e tomem medidas preventivas para garantir a segurança pessoal e minimizar os impactos das condições ambientais adversárias. Previsão para as demais regiões Para o restante do Brasil, o cenário meteorológico varia de acordo com cada região: Sábado (13) Sudeste: Ventos úmidos vindos do oceano mantêm o céu encoberto em áreas como Vale do Ribeira, litoral sul de São Paulo e Baixada Santista, com chuva persistente em alguns momentos. Nas demais áreas, muitas nuvens, com chuvas passageiras e pancadas de chuva com trovoadas. Centro-Oeste: Tempo firme no leste de Goiás e Distrito Federal, com sol predominante. No oeste de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além do centro-sul de Goiás, sol com aumento de nuvens e pancadas de chuva à tarde. Nas demais áreas, muitas nuvens e chuvas a qualquer hora. Nordeste: Tempo firme no sudoeste da Bahia. No sul da Bahia, interior de Alagoas, centro-leste de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, sol predominante com chuvas passageiras entre a manhã e a tarde. Muitas nuvens e chuvas a qualquer hora no norte e extremo sul do Maranhão e do Piauí, além do litoral de Sergipe. Sol, tempo abafado e pancadas de chuva com trovoadas nas demais áreas. Norte: Muita nebulosidade com chuvas em grande parte do Tocantins, sul, oeste e norte da Bahia, centro-leste do Amapá e Amazonas, e norte de Rondônia. Sol, tempo abafado e pancadas de chuva com trovoadas no norte do Amapá e do Pará, oeste do Amazonas, Acre e sul de Rondônia. Tempo firme no norte de Roraima. Domingo (14) Sudeste: Tempo firme no norte e oeste de Minas Gerais. Chuva fraca no nordeste mineiro, norte do Espírito Santo e no litoral sul e Baixada Fluminense. Pancadas de chuva no norte paulista e demais áreas de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. No restante das áreas de São Paulo, muita nebulosidade e chuva a qualquer momento, com destaque para o litoral sul paulista, onde o tempo permanece chuvoso e encoberto. Centro-Oeste: Tempo firme no Distrito Federal e extremo leste de Goiás. Aumento das instabilidades no centro-leste do Mato Grosso do Sul, extremo leste do Mato Grosso e oeste de Goiás, com chuvas a qualquer momento e intensas. Nas demais áreas, pancadas de chuva são previstas entre a tarde e a noite. Nordeste: ZCIT provoca temporais no litoral do Maranhão, enquanto chuvas em forma de pancadas à tarde ocorrem em áreas do Maranhão, Piauí, Ceará, e litoral do Rio Grande do Norte até Sergipe. Sol predominante na Bahia central, com chuvas isoladas no extremo sul. Nas demais áreas, pancadas de chuva ao fim do dia. Norte: Tempo firme no norte de Roraima. Chuvas ao longo do dia em áreas do leste do Acre, extremo sul do Amazonas, centro-sul e norte do Pará, além do norte, sul e leste do Amapá. Pancadas de chuva com trovoadas à tarde nas demais áreas, com maiores acumulados no noroeste do Pará. Prognóstico Agroclimático para o período de abril, maio e junho de 2024 No período de abril, maio e junho de 2024, o Brasil apresentará um panorama agroclimático diversificado em suas diferentes regiões, de acordo com dados do INMET. No Sul do país, espera-se um cenário de instabilidade, com chuvas frequentes ao longo dos três meses, o que pode impactar as atividades agrícolas, especialmente a colheita e o plantio. No Sudeste, as variações climáticas serão significativas, com áreas enfrentando chuvas persistentes e outras períodos de tempo mais seco. Isso exigirá dos agricultores um manejo cuidadoso da irrigação e das práticas agrícolas para garantir a produtividade das culturas. Já no Centro-Oeste, haverá predominância de tempo firme em algumas áreas, com chuvas localizadas em outras. Nesse contexto, os produtores precisarão acompanhar de perto as previsões climáticas para ajustar o planejamento das atividades agrícolas, como o plantio e a aplicação de defensivos. No Nordeste, a previsão é de um padrão misto de condições climáticas, com áreas experimentando tempo seco e temperaturas elevadas, enquanto outras enfrentam chuvas frequentes. Os agricultores devem estar preparados para lidar com essa variabilidade, adotando práticas de manejo adaptativas. Por fim, na região Norte, espera-se um período de chuvas em grande parte do território, embora algumas áreas possam enfrentar condições mais secas. Isso pode afetar as atividades agrícolas, especialmente aquelas dependentes de irrigação ou sensíveis ao excesso de umidade. Em resumo, os agricultores de todo o Brasil precisarão estar atentos às previsões climáticas e adotar estratégias flexíveis para lidar com as variações no tempo, garantindo assim o sucesso de suas atividades durante os meses de abril, maio e junho de 2024. Escrito por Compre Rural. VEJA TAMBÉM:
  • Grande ciclone vai causar chuvas de até 150 mm em curto período; veja onde
  • Revolucionária picape RAM 3500 CASE IH, uma união de gigantes
  • ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

    Artigos Relacionados: