Mais uma grande usina de energia solar é inaugurada em MG

A usina solar, com impressionantes 267 megawatts-pico (MWp) de capacidade instalada, foi lançada com um investimento significativo de aproximadamente R$ 900 milhões; confira

A usina solar, com impressionantes 267 megawatts-pico (MWp) de capacidade instalada, foi lançada com um investimento significativo de aproximadamente R$ 900 milhões; confira Em um marco histórico para o setor de energia renovável, o Grupo Comerc Energia inaugurou a Central Geradora Fotovoltaica (UFV) de São João do Paracatu, no município de Paracatu, Minas Gerais. A usina, com impressionantes 267 megawatts-pico (MWp) de capacidade instalada, foi lançada com um investimento significativo de aproximadamente R$ 900 milhões. Erguida em uma área de 509 hectares, a UFV São João do Paracatu abriga quase 500 mil módulos fotovoltaicos, consolidando-se como uma das maiores usinas solares do Brasil. A infraestrutura já está operacional, gerando energia suficiente para abastecer uma cidade do porte de São José dos Campos (SP), com cerca de 700 mil habitantes. O empreendimento tem como objetivo atender à demanda de energia elétrica de empresas como Sicbras e Granha Ligas, pertencentes ao Grupo Granha, além de apoiar os planos de transição energética da unidade industrial de magnésio primária do Grupo RIMA. Fernando Granha, sócio do Grupo Granha, destacou a importância do investimento na sustentabilidade e competitividade das operações das empresas, apontando para uma mudança significativa para fontes renováveis. Com a apresentação da UFV São João do Paracatu, o Grupo Comerc Energia consolida sua posição como uma das maiores empresas de geração solar do Brasil, alcançando 1.668 MWp com as duas novas usinas. Minas Gerais, por sua vez, continua a liderar a energia solar no país. Recentemente, o estado fez história ao superar a marca de 5 gigawatts (GW) de geração de energia solar fotovoltaica em operação, sendo o primeiro estado brasileiro a atingir esse feito, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A disputa acirrada com São Paulo pela liderança na produção de energia solar destaca a expressiva adesão à energia limpa em todo o estado, com todos os 853 municípios mineiros agora dotados de módulos fotovoltaicos geradores de energia solar. Novembro também foi marcado por recordes na produção de energia solar no país. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou 25 recordes durante o mês, ressaltando o crescimento contínuo da capacidade solar no Brasil. Além disso, o país ultrapassou a marca de 2 milhões de sistemas solares fotovoltaicos instalados, totalizando 22 gigawatts (GW) de potência, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Com a energia solar ultrapassando a eólica na matriz elétrica brasileira, a perspectiva para 2023 é ainda mais promissora, com uma produção estimada entre 25 e 28 GW. O Brasil continua a trilhar o caminho rumo a uma matriz energética mais sustentável e diversificada. Escrito por Compre Rural. VEJA TAMBÉM:
  • Maior fazenda do mundo tem 10,1 milhões de hectares; Vídeo
  • Henrique e Juliano ganham fortuna na pecuária em fazenda dos sonhos
  • ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago PereiraQuer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

    Artigos Relacionados: