Conab informa que 83,1% da área do plantio de soja na safra 2023/24 já foi cultivada

O desempenho representa um progresso de 7,9 pontos percentuais em relação à semana anterior.

O desempenho representa um progresso de 7,9 pontos percentuais em relação à semana anterior. No último sábado (2), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou que cerca de 83,1% da área estimada para o plantio da safra de soja 2023/24 no Brasil já estava cultivada. Esse progresso representa um avanço significativo de 7,9 pontos percentuais em comparação com a semana anterior. No entanto, observa-se um atraso de 7,6 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado, quando 90,7% da área já estava semeadura. Os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul lideram os trabalhos de campo, atingindo respectivamente 98,7% e 98% da área cultivada, enquanto o Piauí apresenta um ritmo mais lento, com 92% das lavouras implantadas. Quanto ao plantio de milho verão no ciclo 2023/24, a Conab informa que atingiu 60% da área estimada para o Brasil até o último sábado, representando um déficit de 11,2 pontos percentuais em comparação com o mesmo período da temporada anterior. Houve um avanço de 5 pontos percentuais em relação à semana anterior. Destaca-se o rápido avanço na Região Sul, com 99% da área já plantada no Paraná e em Santa Catarina, além de 81% no Rio Grande do Sul. O progresso na colheita de trigo do ciclo 2023 foi de 2 pontos percentuais em comparação com a semana anterior, atingindo 98,5% da área prevista. No mesmo período de 2022, o Brasil havia colhido 96,5% desse cereal. Destaca-se que, no Rio Grande do Sul, principal produtor nacional, 98% das lavouras já foram colhidas. A Conab divulgou que o plantio das lavouras de feijão para a safra 2023/24 alcançou 49,8%, representando um avanço de 4,1 pontos percentuais na última semana. No entanto, esse número está 12,5 pontos percentuais abaixo do registrado no mesmo período do ano passado. No Paraná, um dos principais produtores desse cereal, 99% das lavouras foram implantadas. Quanto à semeadura das lavouras de arroz para o ciclo 2023/24, há um atraso de 3,9 pontos percentuais em comparação com a safra anterior, atingindo 80% da área prevista no último sábado. Houve um avanço de 4,9 pontos percentuais em uma semana. Enquanto Santa Catarina concluiu o plantio desse cereal, o Rio Grande do Sul, que responde por 70% da produção nacional, tem 89% da área cultivada. VEJA TAMBÉM:
  • Poeira lunar: como ela poder ser a ‘solução’ para agricultura espacial
  • Conheça o gado selvagem que vive em castelo mal assombrado
  • ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Ana Gusmão sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

    Artigos Relacionados: