• Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Relatório para perdão ou prorrogação de dívidas de produtores rurais é aprovado

O autor do projeto, sugere a extensão de até quatro anos para o pagamento das parcelas de operações de crédito rural feitas entre 2022 e 2024.

O autor do projeto, sugere a extensão de até quatro anos para o pagamento das parcelas de operações de crédito rural feitas entre 2022 e 2024. Nesta quarta-feira, 10, a Comissão de Agricultura (CRA) aprovou o relatório do senador Alan Rick (União-AC) sobre o Projeto de Lei 397/2024. O projeto propõe anistiar ou postergar o pagamento de financiamentos de crédito rural nos municípios afetados por situações de emergência devido a seca, estiagem extrema ou enchentes. Agora, a proposta seguirá para análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O autor do projeto, senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR), sugere a extensão de até quatro anos para o pagamento das parcelas de operações de crédito rural feitas entre 2022 e 2024. Além disso, os pequenos produtores que tiveram perdas na produção agropecuária devido a esses eventos climáticos terão suas dívidas de financiamento canceladas. Segundo o texto, não é necessário que o Governo Federal emita uma portaria para reconhecer a situação de calamidade.
  • Clique aqui para seguir o canal do CompreRural no Whatsapp
  • Silagem banca custo da renovação de pastagem
    Inicialmente, o projeto abrangia apenas os municípios afetados por estiagem ou seca. No entanto, por meio de emendas, o presidente da Comissão de Agricultura, Alan Rick, ampliou sua abrangência para incluir também áreas atingidas por inundações. O senador relator destaca a situação do Acre, onde 19 cidades enfrentaram situação de emergência devido ao transbordamento de rios e igarapés neste mês. Ele ressalta que o alto custo de energia elétrica, combustíveis e insumos agrícolas prejudicam a rentabilidade, o que é agravado pelos problemas climáticos recentes e pela queda nos preços dos produtos agrícolas. Os pagamentos de financiamentos realizados no Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco da Amazônia poderão ser adiados. Além disso, onze outros programas, incluindo Pronamp e Pronaf, permitirão a prorrogação das parcelas. VEJA TAMBÉM:
  • Tecnoshow: Maquinário de última geração ajuda a impulsionar produtividade no campo
  • Brasil deve colher 155 milhões de toneladas de soja, diz USDA
  • Apreensão de defensivos agrícolas ilegais em Goiás se intensifica
  • ℹ️ Conteúdo publicado por Myllena Seifarth sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

    Artigos Relacionados: