Preso, Daniel Alves pode receber quase R$ 50 milhões do governo espanhol

O governo terá de devolver 1,2 milhão de euros (R$ 6,4 milhões) para Daniel Alves após a Justiça acatar um recurso do ex-jogador contra a Agência Tributária da Espanha

Daniel Alves está processando a Agência Tributária da Espanha e pode receber até 9,2 milhões de euros (R$ 49,4 milhões em cotação atual) em impostos devolvidos.
O governo terá de devolver 1,2 milhão de euros (R$ 6,4 milhões) para Daniel Alves após a Justiça acatar um recurso do ex-jogador contra a Agência Tributária da Espanha. A quantia havia sido retida pelo fisco espanhol como impostos referentes aos pagamentos da temporada 2013-14, quando ele ainda estava no Barcelona.

A decisão foi publicada em 22 de fevereiro, mesmo dia em que Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão por estupro.

Há pelo menos outros cinco pedidos similares, que, caso aprovados, poderiam render o total de 9,2 milhões de euros (R$ 49,4 milhões) a Daniel Alves (incluindo o valor já conquistado). A informação está em documentos ao qual o UOL teve acesso.

DEFESA DIZ QUE DÍVIDA MANTERÁ DANIEL NA ESPANHA

A defesa de Daniel Alves pretende usar esses pagamentos como argumento para protocolar um novo pedido de liberdade até que haja uma decisão em última instância sobre o caso de agressão sexual.

A ideia dos advogados é usar o valor como garantia de que ele não deixaria a Espanha, anulando assim o "risco de fuga" citado durante todo o processo como motivo para mantê-lo em prisão provisória.

Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão por estupro, mas a decisão cabe recurso. Tanto defesa quanto acusação irão recorrer.

Acusação e defesa estão insatisfeitos com o resultado do julgamento. O prazo para ambas entrarem com o pedido de recurso é 7 de março.

Artigos Relacionados: