• Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Polícias Militar e Civil prendem dupla por homicídio e ocultação de cadáver em Rosário Oeste

Um dos suspeitos foi identificado após ser detido com uma arma de fogo na cidade

Dois homens, de 19 e 21 anos, foram presos em uma ação conjunta da Polícia Militar e Civil pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver de Altair Almeida Pereira, de 18 anos, em Rosário Oeste. Os suspeitos foram detidos na tarde desta terça-feira (14.05). Na ação, a PM também apreendeu uma arma de fogo e 17 munições.

As diligências se iniciaram após a PM receber denúncia de um ponto de venda de drogas na cidade. Uma equipe policial foi ao endereço informado e encontrou o suspeito de 19 anos, que confirmou que o local era frequentado por usuários de drogas e realizado a venda dos entorpecentes.

Em buscas na residência, os militares encontraram um revólver de calibre .38 com 17 munições intactas. No local também foram encontrados celulares danificados, embalagens para armazenamento de drogas e balanças de precisão. O suspeito recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido para a delegacia da cidade.

Durante o registro da ocorrência, os investigadores da Polícia Civil identificaram que o homem detido seria um dos suspeitos do homicídio e ocultação de cadáver da vítima de 18 anos, ocorrido em fevereiro deste ano, no mesmo município.

Ao ser questionado sobre o fato, o suspeito confirmou o crime e disse que teria cometido o homicídio com a ajuda de um segundo suspeito, que foi encontrado pelas equipes policiais em seu local de trabalho.

Em seguida, os criminosos afirmaram que enterraram o corpo da vítima em um brejo, próximo da residência onde o primeiro homem foi detido. Os policiais militares e civis realizaram buscas na região e encontraram uma mandíbula, que seria da vítima morta.

Diante da situação, os dois homens foram encaminhados para a delegacia para registro da ocorrência e demais providências. O material recolhido será periciado pela Politec e o caso está em investigação pela Polícia Judiciária Civil.

Disque-denúncia   

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

Artigos Relacionados: