• Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Polícia Civil prende homem que agrediu brutalmente a mulher por não ter feito almoço

As agressões foram cometidas com uso de uma pá e um cabo de vassoura

Policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, prenderam nesta sexta-feira (12.04), um homem por agredir brutalmente a companheira por ela não ter feito o almoço.

O suspeito de 24 anos foi autuado em flagrante pelos crimes de lesão corporal, ameaça e violência psicológica, no âmbito da Lei Maria da Penha e do Código Penal Brasileiro.

Com vários hematomas pelo corpo, a vítima de 24 anos contou que na quinta-feira (11), foi agredida pelo companheiro com uma pá e um cabo de vassoura. O crime foi cometido em razão da mulher não ter feito o almoço, pois estava com hemorragia e cuidando da filha de 7 meses.

Não satisfeito o agressor ameaçou a mulher de morte, e em seguida fugiu da casa levando a criança. Desesperada e com dores, ela tentou correr atrás do suspeito para pegar sua filha, mas não conseguiu.

Logo que a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá foi comunicada sobre os fatos, os policiais civis passaram a diligenciar e localizaram o homem. A criança de apenas 7 meses foi resgatada e devolvida para sua genitora. Já o suspeito foi preso em flagrante delito.

Conforme a delegada titular da DEDM de Cuiabá, Judá Maali, o agressor ignorou as dores de sua esposa como se não fosse um ser humano. “Este comportamento é resultado de uma criação patriarcal em que objetifica a mulher”, lamentou ela.

“Precisamos lutar para erradicar este pensamento de superioridade masculina, pois as mulheres estão sofrendo, adoecendo e sendo mortas”, disse a delegada Judá.

Artigos Relacionados: