Ministro Paulo Pimenta e deputados federais têm milhas roubadas de conta da Latam

Deputados federais também relataram a fraude em suas contas do programa

O ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Paulo Pimenta, afirmou ao Estadão que teve 500 mil pontos do programa de milhagens da empresa aérea Latam sacados de sua conta sem autorização. Deputados federais também relataram a fraude em suas contas do programa.

Em nota, a Latam informou que está ciente da fraude e que colabora com as investigações do Departamento de Polícia Legislativa. A aérea informou, em um primeiro momento, que havia restituído todos os lesados. Entretanto, voltou atrás dizendo que ainda está fazendo a devolução dos pontos dos clientes impactados.

Segundo o ministro, a empresa orientou ele, que também é deputado federal, e os demais parlamentares lesados a registrarem boletim de ocorrência. Pimenta disse que quem descobriu o rombo foi sua secretária, ao consultar o extrato e perceber que a conta estava quase zerada. "Sobraram 14 mil pontos", afirmou o ministro, que acrescentou que seus pontos ainda não foram restituídos.

Pimenta informou que os colegas parlamentares fizeram o registro na Polícia Legislativa da Câmara. Já o ministro, que está licenciado do mandato parlamentar, registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil do Distrito Federal na última quinta-feira, 22.

Consultado pelo Estadão, o Departamento de Polícia Legislativa ainda não se pronunciou sobre o ocorrido. A Polícia Civil do Distrito Federal disse que o boletim de ocorrência foi encaminhado para a 9ª DP, "que apura os fatos narrados pelo comunicante".

O que diz a Latam

A LATAM está ciente e colabora com as investigações do Departamento de Polícia Legislativa (DEPOL) para identificar os responsáveis e beneficiários desta fraude. A LATAM informa também que está restituindo os pontos dos clientes impactados mediante a análise de cada caso.

Artigos Relacionados: