• Terça-feira, 23 de julho de 2024

Mendy processa Manchester City por salários não pagos após ser acusado de crimes sexuais

No início de 2023, Mendy foi absolvido de crimes sexuais contra várias mulheres, mas o júri não chegou a um veredicto sobre duas acusações

O jogador francês Benjamin Mendy entrou na Justiça contra o Manchester City por salários não pagos depois de ter sido acusado de estupro e agressão sexual em 2021. Ele chegou a ser preso na época, mas foi solto após pagamento de fiança em janeiro de 2022.

No início de 2023, Mendy foi absolvido de crimes sexuais contra várias mulheres, mas o júri não chegou a um veredicto sobre duas acusações, e acabou sendo levado novamente a julgamento. Em julho deste ano, o jogador foi considerado inocente em uma novo julgamento na Inglaterra.

Agora o francês busca receber seus salários devidos até o final do contrato com o time inglês, encerrado em junho de 2023. O advogado Nick De Marco KC confirmou à Sky Sports News que apresentou uma ação multimilionária em nome do jogador.

"O Manchester City FC não pagou nenhum salário ao sr. Mendy a partir de setembro de 2021, após ele ter sido acusado de vários crimes, dos quais foi posteriormente absolvido, até o final do seu contrato em junho de 2023", afirmou De Marco, em comunicado. O clube inglês não fez comentários sobre a ação judicial.

Mendy, de 29 anos, se tornou o defensor mais caro do Campeonato Inglês quando o City pagou 52 milhões de libras (cerca de R$ 315 milhões) para tirá-lo do Monaco em 2017. O jogador conquistou três títulos com o time inglês e integrou a seleção campeã da Copa do Mundo de 2018. Ele defendeu o time comandado por Guardiola até agosto de 2021 e atualmente atua no francês Lorient.

Artigos Relacionados: