"Mato Grosso tem a melhor pista de atletismo do Brasil", afirma presidente da Confederação Brasileira

Wlamir Campos palestrou nesta quinta-feira (29) e destacou investimentos do Governo de MT no atletismo e demais modalidades

“Mato Grosso é um dos Estados onde o atletismo mais cresce no país. Hoje, a melhor pista de atletismo do Brasil não está em São Paulo ou no Rio de Janeiro, está em Cuiabá (MT). O Estado tem um potencial atlético incrível, grandes treinadores e um Governo que fomenta o atletismo e demais modalidades”, disse o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Wlamir Campos, aos mais de 300 gestores de municípios, associações e federações esportivas, durante encontro estadual de Gestores de Esporte e Lazer nesta quinta-feira (29.02).

Ele destacou, ainda, que os resultados expressivos são méritos de uma gestão estadual que investe e acredita no esporte. “Nesse momento que estamos em Cuiabá, temos dois mato-grossenses, a Lissandra Campos e o Almir Junior com a Seleção Brasileira lá na Escócia para disputar o Campeonato Mundial Indoor de Atletismo. Em resumo: 10% da seleção é formada por mato-grossenses", destaca. 

Lissandra Campos é contemplada com bolsa do Projeto Olimpus da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT). Natural de Nossa Senhora do Livramento (37 km de Cuiabá), a atleta disputa a prova do salto em distância. Nascido em Matupá (682 km de Cuiabá), Almir Júnior, esportista de salto triplo, iniciou sua carreira no município vizinho de Peixoto de Azevedo.

O presidente da CBAt foi eleito recentemente como Gestor do Ano na 8ª edição do Prêmio Sou do Esporte, que reconhece a governança e a transparência das entidades dirigentes do esporte nacional. Também sua gestão, em 2022, a CBAt foi eleita a melhor confederação do mundo pela World Athletics.

Aos gestores municipais, Wlamir falou sobre a importância de os municípios investirem em práticas esportivas para a população. “Com o esporte, você está investindo em educação, em respeito às regras e trabalho coletivo, além de segurança pública, pois quem conhece o esporte não conhece as drogas. Investir em esporte é investir em saúde, o dia que você tiver fila para escolinhas esportivas não terá fila nos postos de saúde. Pensem nisso. O esporte precisa ser visto como uma política pública com a dimensão que tem”.



Quem também trouxe orientações sobre a gestão pública esportiva foi o presidente da Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj), Renato de Paula. Com exemplos de ações, o renomado fisioterapeuta e neurocientista destacou a importância do esporte para a promoção da saúde e inclusão de pessoas com deficiência.

O Encontro de Gestores de Esporte e Lazer possibilitou ainda o acesso a orientações sobre os convênios realizados pelo Estado, a Lei de Incentivo ao Esporte, o Conselho Estadual de Desporto e as bases legais para impulsionar o setor. Representantes da Secel também apresentaram os calendários das competições mato-grossenses a serem promovidas em 2024, que incluem Jogos Escolares, Jogos Estudantis de Seleções e Jogos Abertos.

Além disso, mesas de conversas temáticas apresentaram e debateram informações sobre o programa Olimpus, esporte para pessoas com deficiência e práticas esportivas exitosas de gestões municipais do Estado.

Estiveram presentes entre os dois dias de evento, os deputados estaduais Beto Dois a Um e Valdir Barranco, e o secretário da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Allan Kardec.

Artigos Relacionados: