• Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Carille quer Santos 'intenso' para buscar reabilitação diante da Ponte Preta na Série B

Insatisfeito com o comportamento da equipe, o comandante deu o tom da sua insatisfação baseado na derrota para o Amazonas no final de semana

Intensidade, aplicação tática e organização. É com base nessa equação que o técnico Fábio Carille aposta em uma reabilitação do Santos na partida desta quarta-feira, às 21h30, em Campinas, diante da Ponte Preta, para voltar a flertar com as primeiras posições na Série B do Campeonato Brasileiro.

Insatisfeito com o comportamento da equipe, o comandante deu o tom da sua insatisfação baseado na derrota para o Amazonas no final de semana. Agora, contra o rival de Campinas, ele quer o Santos se impondo diante do adversário desde o apito inicial.

"O Santos tem que competir, pois a Série B exige isso. Temos que fazer o que é programado nos treinos. As derrotas nos ensinam isso e precisamos tirar lições para não repetir os mesmos erros", afirmou o treinador.

Sem tempo para lamentar o resultado negativo diante do Amazonas, Carille aproveitou o treino desta terça-feira para fazer ajustes na equipe. O zagueiro Gil, poupado na última partida, tem retorno garantido na defesa. No entanto, é na parte ofensiva que os problemas aparecem.

Giuliano, com dores na panturrilha, vem sendo avaliado pela comissão técnica. Substituído no sábado, em Manaus, o meia pode ficar de fora mais uma vez. Patrick poderia ser uma escolha natural, mas o atleta, recém-chegado ao clube, ainda não está no ritmo dos companheiros.

No setor ofensivo, Pedrinho e Júlio Furch, com problemas no púbis, continuam fora da equipe. Caso Carille opte por esquema com três atacantes, Otero, Morelos e Guilherme devem iniciar a partida no Moisés Lucarelli.

Nas duas atividades que comandou esta semana, o comandante fez ajustes, corrigiu o posicionamento da equipe e cobrou intensidade na marcação para tornar o time mais agressivo.

As jogadas de bola parada também tiveram uma atenção especial do treinador, que realizou treinamentos de fundamentos para aumentar a eficácia da equipe. Aprimorar o passe e trabalhos de finalização foram executados neste período.

"Tenho esse grupo na mão faz quatro meses e sei da qualidade desses atletas e o que eles podem render. O que não pode acontecer de novo é o time apresentar um rendimento muito abaixo. A motivação tem de estar lá em cima", comentou.

O Santos contabiliza nove pontos e deixou de fazer companhia ao Sport, único time com aproveitamento de 100% após quatro rodadas. Já a Ponte Preta, que tenta se recuperar após um início hesitante na competição, vem de um empate diante do Operário-PR.

Contando com o apoio de sua torcida no Moisés Lucarelli, o técnico João Brigatti deve manter a equipe do último confronto. Dodô, que vem entrando bem no decorrer dos jogos), disputa uma vaga com Iago Dias na frente. Reintegrado ao elenco após acompanhar o nascimento da filha, Ramon Carvalho é opção no banco de reservas.

Leia Também: Pais de Walewska prestam queixa-crime contra viúvo da jogadora por extorsão e intimidação

Artigos Relacionados: